Passaporte
Compre aqui
Aberto

De segunda a sábado
Das 10 às 18h

Preços:  

De segunda a sábado: Inteira R$ 20,00/ Meia Entrada R$ 10,00

Informações

(54) 3905-4811
das 10 às 18h
contato@museufestivalcinema.com.br

Atores mais premiados

Home / O Festival / Atores mais premiados

Ao longo de seus mais de 40 anos de história, o Festival de Cinema de Gramado já foi palco para o desfile de uma infinidade de estrelas. Profissionais, atores e atrizes, que marcaram sua história na cinematografia nacional e internacional.

O Museu do Festival de Cinema de Gramado dedica este espaço aos nomes que eternizaram com atuações memoráveis grandes personagens da nossa ficção, sendo homenageados com os Kikitos de Melhor Ator, Melhor Atriz, Melhor Ator Coadjuvante, Melhor Atriz Coadjuvante, Melhor Ator de Longa-metragem Estrangeiro, Melhor Atriz de Longa-metragem Estrangeiro, Prêmio Oscarito (oferecido aos grandes atores do cinema brasileiro) entre outras importantes premiações.

Confira a lista completa dessa verdadeira constelação formada por todos os premiados.

1973
  • Darlene Glória

  • (1943, 73 anos)
  • Melhor Atriz
  • Toda nudez será castigada
  • Começou sua carreira como cantora em uma rádio no final da década de 1950. Em 1958, chegou a ser Miss e tempos depois foi para o Rio de Janeiro tentar a carreira artística. Tornou-se radioatriz e foi vedete do teatro de revista até estrear no cinema em 1964. Fez ainda telenovelas e minisséries.

1973
  • Carlos Kroeber

  • (1934 - 1999)
  • Melhor Ator
  • A Casa Assassinada
  • Ator brasileiro. Fez cinema, teatro e televisão. Foi um dos fundadores do Teatro Experimental, em Belo Horizonte, em 1955.

Mais atores premiados

1974
  • Othon Bastos

  • (1933, 83 anos)
  • Melhor Ator
  • S. Bernardo
  • Ator brasileiro. Ingressou no teatro atuando primeiramente como assistente de cenografia, de iluminação e de sonoplastia e, a partir de 1951, como ator. Em 1956/1957 estudou teatro em Londres. No cinema, foi dirigido por Glauber Rocha em Deus e o Diabo na terra do sol e em O dragão da maldade contra o santo guerreiro. É recordista em participações na TV, tendo participado de mais de 80 produções entre novelas, séries, minisséries e casos especiais nas diversas emissoras pelas quais já passou. Ao todo, Othon Bastos já acumula cerca de 80 filmes em sua carreira.

1974
  • Tereza Rachel

  • 1934 - 2016
  • Melhor Atriz
  • Amante Muito Louca
  • Atriz brasileira. Iniciou a sua carreira artística no teatro em 1955. Fundou em 1971 e inaugurou no ano seguinte o Teatro Tereza Rachel. Produziu peças inéditas ligadas à vanguarda, fazendo de sua casa de espetáculos grande destaque do teatro carioca. Ao longo de sua carreira, no teatro, participou de 37 peças e, no cinema, participou de 12 filmes.

1974
  • Stepan Nercessian

  • 1953, 62 anos
  • Prêmio Especial do Júri - Ator Revelação
  • Amante Muito Louca
  • Ator e político brasileiro. Iniciou sua carreira artística no final da década de 1960. Escolhido através de teste, estreou como ator no filme Marcelo Zona Sul. Não se dedica apenas ao cinema, estendendo sua carreira ao teatro e à televisão. Em sua carreira já participou de 39 filmes. É ex-presidente do Sindicato dos Artistas e Técnicos em Espetáculos de Diversão do Rio de Janeiro (SATED).
     

Mais atores premiados

1975
  • Ana Maria Magalhães

  • 1950, 66 anos
  • Melhor Atriz
  • Uirá – Um índio à procura de Deus
  • Atriz e cineasta brasileira. Uma das mais atuantes atrizes do cinema brasileiro na década de 70. Tornou-se diretora de curtas e longas-metragens nos anos 80. Atuou como atriz em 23 filmes e dirigiu outros 9 filmes entre longas e curtas-metragens. Recebeu 9 prêmios por suas atuações e seus trabalhos como diretora.

1975
  • Eliezer Gomes

  • (1920 - 1979)
  • Melhor Ator
  • O Anjo da Noite
  • Um dos grandes atores do cinema brasileiro. Uma de suas mais célebres atuações foi no papel de Tião Medonho, no filme O Assalto ao Trem Pagador (1962), que lhe rendeu mais três prêmios nas categorias de Melhor Ator e Ator Revelação. Ao todo atuou em 19 filmes na carreira.

Mais atores premiados

1976
  • Lilian Lemmertz

  • 1937 – 1986
  • Melhor Atriz
  • Lição de Amor
  • Formou-se como professora de Literatura em Porto Alegre. Começou sua carreira, em 1958, em teatros amadores na capital gaúcha. Em 1963, mudou-se para São Paulo. Tornou-se profissional ao participar da montagem do musical Onde Canta o Sabiá. Estreou no cinema em 1966, no filme Corpo Ardente. Foi musa do cineasta Walter Hugo Khouri, com quem fez oito filmes, entre eles As Amorosas (1968) e Eros, o Deus do Amor (1981). Em sua carreira atuou em 22 filmes e 14 peças, além de telenovelas. A atriz recebeu inúmeros prêmios no cinema e no teatro.

1976
  • Jofre Soares

  • (1917 – 1966)
  • Melhor Ator
  • O Predileto
  • Um dos mais destacados atores brasileiros e foi dirigido pelos grandes do cinema brasileiro, entre eles: Nelson Pereira dos Santos, Carlos Diegues e Glauber Rocha. Sua carreira de ator começou em 1961, aos 43 anos. Antes disso foi oficial da Marinha por 25 anos. Já tinha se aposentado como marinheiro, e se dedicava ao teatro amador e ao circo da cidade, no qual era um palhaço, quando o cineasta Nelson Pereira dos Santos o conheceu e o convidou para fazer o filme Vidas Secas, baseado na obra de Graciliano Ramos.
     

Mais atores premiados

1977
  • Denise Bandeira

  • 1951, 65 anos
  • Melhor Atriz
  • À Flor da Pele
  • Atriz e roteirista de cinema e televisão brasileira. Atuou em 20 filmes, muitas vezes, dividindo as funções de  atriz e roteirista. Produziu muitos roteiros para trabalhos na televisão.
     

1977
  • José Lewgoy

  • (1920 – 2003)
  • Melhor Ator
  • Ibraim do Subúrbio
  • Começou sua carreira artística no teatro e, graças a uma bolsa de estudos conseguida com a influência do escritor Érico Veríssimo, cursou artes cênicas na Universidade Yale. Participou de mais de cem filmes, sendo sempre disputado pelos melhores diretores. Ao lado de Oscarito, Grande Otelo brilhou nas chanchadas produzidas pela Atlântida, na década de 1950. Lewgoy participou de várias produções estrangeiras e morou na França durante alguns anos. Ganhou vários prêmios como ator de cinema e televisão.
     

Mais atores premiados

1978
  • Reginaldo Faria

  • (1937, 79 anos)
  • Lúcio Flávio, O Passageiro da Agonia
  • Ator, autor e diretor brasileiro de cinema, teatro e televisão. Participou de vários filmes brasileiros, tendo alcançado grande sucesso em Assalto ao Trem Pagador (1962) e em Pra frente, Brasil (1982). Dirigiu o premiado Barra Pesada (1977). Atuou em 30 filmes, sendo 8 desses dirigido por ele mesmo.

1978
  • Kátia D’Angelo

  • 1951, 64 anos
  • Melhor Atriz
  • Barra Pesada
  • Trabalhava como instrumentadora cirúrgica quando começou a frequentar bares onde se falava muito em cinema e artes em geral. Estreou como atriz no teatro infantil, fazendo uma peça intitulada Faça Alguma Coisa pelo Coelho, em 1973. No cinema, estreou em Deliciosas Traições de Amor. Em 1979, fez seu filme de maior sucesso, O Caso Cláudia. Atuou em 16 filmes ao longo da carreira.
     

Mais atores premiados

1979
  • Marta Saueressig

  • Melhor Atriz
  • Os Mucker
  • Atriz fez sucesso nos paltos, premiada em um ano de grandes talentos. 

1979
  • Helber Rangel

  • 1944 – 2002
  • Melhor Ator
  • A Volta do Filho Pródigo
  • Ator brasileiro. Fez cinema e televisão. Ao longo de sua carreira atuou em 27 filmes e 5 produções para a televisão entre telenovelas e minisséries.
     

1979
  • Dilma Loes

  • 1950, 66 anos
  • Melhor Atriz Coadjuvante
  • A Volta do Filho Pródigo
  • Atriz e cineasta brasileira, fez cinema e televisão. Estreou no cinema em 1969, atuando nos filmes Meu Nome é Lampião e Parafernália, O Dia da Caça. Fez muitas pornochanchadas e estreou nas novelas em Tempo de Viver, da TV Rio, mas tornou-se mais conhecida em O Bem-Amado, da Rede Globo. Participou de 13 filmes em sua carreira.

1979
  • Gianfrancesco Guarnieri

  • 1934 – 2006
  • Melhor Ator Coadjuvante
  • Diário da Província
  • Ator, diretor, dramaturgo e poeta italiano naturalizado brasileiro. Fez teatro, cinema e televisão. Foi um artista de destaque no Teatro de Arena de São Paulo e sua mais importante obra foi Eles Não Usam Black-Tie (1958). No cinema, além de protagonizar O Grande Momento, marco no Cinema Novo, também participou de filmes como O Jogo da Vida (1976) e Gaijin – Os Caminhos da Liberdade (1980) e O Quatrilho (1995). 
     

Mais atores premiados

1980
  • Isabel Ribeiro

  • 1940 – 1990
  • Melhor Atriz
  • Parceiros da Aventura
  • Frederica Isabel Iatti Ribeiro, sonhava em ser médica e trabalhar em pesquisas. Descendente de uma pequena família de imigrantes poloneses, teve que abandonar os estudos antes de ingressar na faculdade e ir trabalhar para ajudar a família. O teatro surgiu meio por acaso quando fazia um curso de política estudantil. Fez parte do Teatro Arena nos anos 60.

1980
  • José de Abreu

  • 1946,70 anos
  • Melhor Ator
  • A Intrusa
  • José Pereira de Abreu Júnior nasceu em Santa Rita do Passa Quatro - MG. Com quatorze anos mudou-se para São Paulo e começou a trabalhar como assistente de laboratório e office-boy de um escritório de advocacia. Começou na dramaturgia no Teatro da Universidade Católica (TUCA), em São Paulo, com a peça Morte e Vida Severina, de João Cabral de Melo Neto e Chico Buarque, em 1967. Ator de vários filmes e novelas globais.
     

1980
  • Thelma Reston

  • 1937-2012
  • Melhor Atriz Coadjuvante
  • Os Sete Gatinhos
  • Uma das maiores atrizes brasileiras, atuou em mais de 36 filmes, 22 programas de TV e mais de 40 peças de teatro.  Uma atriz, que o próprio Nelson Rodrigues declarou em carta de recomendação, “perfeita para atuar em suas obras”.

1980
  • José Dumont

  • 1956, 66 anos
  • Melhor Ator Coadjuvante
  • Gaijin – Caminhos da Liberdade
  • José Dumont ganhou biografia lançada no Festival de Cinema de Gramado (RS). O livro revela que o ator paraibano aprendeu a ler com livretos de cordel e que tem sobrenome afrancesado por um "capricho" de cartório: seu pai se chamava Severino do Monte. Atuou mais de 31 vezes na TV e mais de 56 vezes no cinema
     

Mais atores premiados

1981
  • Nelson Dantas

  • 1927-2006
  • Melhor Ator
  • Cabaret Mineiro
  • Participou de inúmeros filmes, peças de teatro e telenovelas. Uma de suas participações mais marcantes na TV foi o Beato Salu da telenovela Roque Santeiro, em 1985. Em 1980 foi o protagonista do filme Cabaret Mineiro, que lhe rendeu o Kikito de melhor ator.
     

1981
  • Sônia Braga

  • 1950, 66 anos
  • Melhor Atriz
  • Eu Te Amo
  • Ícone da cultura brasileira e atriz de reconhecimento internacional, no mesmo ano que ganhou o kikito de melhor atriz, também estreou o filme Dona Flor e seus dois maridos. Atuou em vários filmes brasileiros, um marcante foi o Beijo da Mulher Aranha. Atuou em séries americanas como Sexy Eyes, Sexy and the City, CSI Miami, Ghost Whisperer & American Family.

1981
  • Denoy de Oliveira

  • 1933-1998
  • Melhor Ator Coadjuvante
  • O Homem que Virou Suco
  • Destacou-se principalmente no cinema, dirigindo obras como Amante muito Louca, O Baiano Fantasma e A Grande Noitada, dentre outros. No teatro, sobretudo no Teatro Opinião, atuou como autor, diretor, ator e produtor. Também atuou na televisão.

1981
  • Tânia Alves

  • 1953, 62 anos
  • Melhor Atriz Coadjuvante
  • Cabaret Mineiro
  • Tânia Alves é uma atriz multitalento! Cantora, dançarina, atriz e empresária, atuou em mais 14 novelas/seriados, 14 filmes e possui uma discografia de 13 CDs/LPs e DVDs.  Por sua forte influência na atuação de papéis nordestinos, ela ressalva com muito orgulho sua raiz mestiça de uma família de negros, índios, portugueses e judeus.

Mais atores premiados

1982
  • Walmor Chagas

  • 1930 – 2013
  • Melhor Ator
  • Luz del Fuego & Asa Branca – Um Sonho Brasileiro
  • Um dos maiores artistas do cinema brasileiro, Walmor Chagas nasceu em Porto Alegre - RS. Mudou-se para São Paulo no começo dos anos 50, buscando uma chance no cinema. Cursou a Faculdade de Filosofia da Universidade de São Paulo. Foi homem de teatro, com larga atuação, e era apontado como artista de indiscutíveis méritos e criador de personagens de grande impacto.
    Em 1952 fundou o Teatro das Segundas-Feiras, junto com Ítalo Rossi. A estreia de Walmor Chagas no cinema aconteceu em 1965, quando interpretou o empresário Carlos em São Paulo S/A, de Luís Sérgio Person, e contracenou com Eva Wilma. A partir daí sua consagração vem numa filmatografia extensa e de muita qualidade.

1982
  • Lucélia Santos

  • 1957, 59 anos
  • Melhor Atriz
  • O Sonho não Acabou e Luz del Fuego
  • Atriz brasileira, nasceu em Santo André - SP. Estreou no teatro aos 14 anos, na peça infantil Dom Chicote Mula Manca e seu fiel companheiro Zé Chupança. Após fazer um curso de teatro com Eugênio Kusnet, participou da montagem de Godspell, no Rio de Janeiro. Em seguida participou de Rock Horror Show e da peça Transe no 18. Foi então que Gilberto Braga e Herval Rossano a convidaram para estrear a telenovela Escrava Isaura. O sucesso de Escrava Isaura, que estreou em 11 de outubro de 1976, foi gigantesco, projetando a carreira de Lucélia Santos internacionalmente de forma definitiva.

1982
  • Carla Camurati

  • 1960, 55 anos
  • Melhor Atriz Coadjuvante
  • O Olho Mágico do Amor
  • Após uma premiada carreira como atriz de cinema e televisão, nos anos 80, Carla Camurati lançou-se como diretora, produtora, roteirista e distribuidora em 1995, com o longa-metragem Carlota Joaquina, Princesa do Brazil, filme que se tornou um marco da era da retomada da produção nacional. Foi o primeiro sucesso de público do cinema nacional na década de 1990, com participação em quarenta festivais e cerca de 1,5 milhão de espectadores conquistados graças a uma iniciativa de distribuição totalmente independente liderada por ela própria. Grande empreendedora e incentivadora do cinema brasileiro.

1982
  • Bianca Byignton

  • 1966, 49 anos
  • Melhor Atriz Coadjuvante
  • Tormenta
  • Natural do Rio de Janeiro, Bianca iniciou sua carreira aos 13 anos de idade como uma das integrantes do coro infantil, na primeira montagem do musical Os Saltimbancos, de Chico Buarque. Aos treze anos, filmou o longa-metragem Tormenta, de Umberto Molo e, dois anos mais tarde, dividiu o Kikito de melhor atriz coadjuvante com Carla Camurati e Ruthinéia de Moraes, no Festival de Cinema de Gramado.

Mais atores premiados

1983
  • Marília Pêra

  • 1957 - 2015
  • Melhor Atriz
  • Alegre, risonha e muito talentosa, Marília pisou no palco de um teatro pela primeira vez aos 4 anos de idade, ao lado dos pais, que integravam o elenco da companhia de Henriette Morineau. Evidenciada em sua trajetória musical, dona de uma voz ímpar, Marília Pêra conquistou ao longo de sua carreira cerca de 80 prêmios, e atuou em 49 peças, 29 novelas e 24 filmes.

1983
  • Lima Duarte

  • 1930 – 86 anos
  • Melhor Ator
  • Sargento Getúlio
  • Nascido no interior de Minas Gerais, Lima Duarte é um dos maiores ícones do cinema e TV brasileiro. Filho de um boiadeiro e artista circense, Lima Duarte jamais esqueceu de suas raízes (Araguari). Começou sua carreira trabalhando na rádio, depois na TV Tupi e daí veio a história  de sua filmografia com mais 35 filmes e 96 séries/telenovelas/atuações televisivas, além de peças de teatro.
     

1983
  • Silvia Bandeira

  • 1950, 65 anos
  • Melhor Atriz Coadjuvante
  • Bar Esperança – O Último Que Fecha
  • Filha do diplomata Octávio de Sousa Bandeira e de Talita de Sousa Bandeira, Silvia Bandeira participou de trabalhos importantes na TV Globo como as minisséries Avenida Paulista, Quem Ama Não Mata, Agosto e as novelas Um Sonho a Mais, Roda de Fogo, Bebê a Bordo, Um Anjo Caiu do Céu, O Beijo do Vampiro, Vila Madalena e Suave Veneno. 

1983
  • Orlando Vieira

  • Melhor Ator Coadjuvante
  • O Segredos da Múmia
  • O Segredos da Múmia .

Mais atores premiados

1984
  • José Dumont

  • 1956, 66 anos
  • Melhor Ator
  • O Baiano Fantasma
  • José Dumont ganhou biografia lançada no Festival de Cinema de Gramado (RS). O livro revela que o ator paraibano aprendeu a ler com livretos de cordel e que tem sobrenome afrancesado por um "capricho" de cartório: seu pai se chamava Severino do Monte. Atuou mais de 31 vezes na TV e mais de 56 vezes no cinema.

1984
  • Débora Bloch

  • 1963, 53 anos
  • Melhor Atriz
  • Seu contato com as artes cênicas começou cedo, quando, ainda pequena, ela e a irmã acompanhavam o pai, Jonas Block, a ensaios e montagens de peças teatrais. Aos sete anos, viu o pai lutar esgrima com Walmor Chagas no quintal de sua casa, durante um ensaio de Hamlet. Cresceu fascinada com a profissão.Com atuação forte no teatro, cinema e TV, destaque para Noites de Sertão, que lhe rendeu Kikito de melhor atriz.

1984
  • Aldo Bueno

  • Melhor Ator Coadjuvante
  • A Próxima Vítima
  • Aldo Bueno é um ator e cantor, paulistano. Foi puxador da escola de samba da Vai-Vai e já participou de montagens como "Arena Contra Zumbi", "Ópera do Malandro", "Gota d'água" e de obras para o cinema como "Eles não usam black tie", "O homem que virou suco" e "A próxima vítima", filme que rendeu 2 prêmios, APCA e Kikito.

1984
  • Maria Sílvia

  • 1944, 2009
  • Melhor Atriz Coadjuvante
  • Noites do Sertão
  • A atriz Maria Silvia começou sua carreira artística no fim da década de 60, no teatro. Em 1973, ela estreou no cinema, em Joanna Francesa, sob a direção de Cacá Diegues. Com extensa filmografia, a atriz atuou em mais 28 filmes, de diretores renomados. Maria Sílvia estreou na TV no fim da década de 1970 e sua primeira e marcante novela foi - O Astro (1977) - na Rede Globo.

Mais atores premiados

1985
  • Paulo César Pereio

  • 1940, 75 anos
  • Melhor Ator
  • Noite
  • Nascido em Alegrete, Peréio veio para Porto Alegre aos 12 anos. Seu pai era militar e a mãe trabalhava na Assembleia Legislativa. Ao lado de nomes como Paulo José e Lilian Lemmertz, o ator fez parte do Teatro de Equipe, um grupo de atores que marcou o teatro gaúcho nos anos 1950. Seu filme de estreia foi Os Fuzis, de 1964, dirigido por Ruy Guerra. Atuou em quase cem filmes como ator, participando de muitas de suas obras decisivas, passando por suas correntes artísticas importantes como o Cinema Novo, cinema marginal, mas também de pornochanchadas, e imprimindo a seus personagens traços de sua personalidade: a irreverência, a corrosiva ironia, o espírito anárquico, o deboche.

1985
  • Fernanda Torres

  • Melhor Atriz
  • A Marvada Carne
  • Fernanda Pinheiro Esteves Torres, mais conhecida como Fernanda Torres (Rio de Janeiro, 15 de setembro de 1965), é uma premiada atriz e escritora brasileira. Filha de ilha do casal de atores Fernando Torres e Fernanda Montenegro, sua estreia no teatro foi bem cedo, aos 13 anos. Protagonizou muitas séries de sucesso, entre elas “Os Normais”, que também virou filme.
     

1985
  • Otávio Augusto

  • 1945, 71 anos
  • Melhor Ator Coadjuvante
  • Noite
  • Otávio Augusto de Azevedo Sousa (São Manuel, 30 de janeiro de 1945) é um ator brasileiro. É casado com a atriz Cristina Mullins.
     

1985
  • Cristina Aché

  • 1957, 59 anos
  • Melhor Atriz Coadjuvante
  • Noite e Estrela Nua
  • Maria Cristina Aché Cardoso Pinto (Rio de Janeiro, 11 de julho de 1957) é uma atriz e produtora brasileira de cinema e televisão.

Mais atores premiados

1986
  • José Wilker

  • 1944 – 2014
  • Melhor Ator
  • O Homem da Capa Preta
  • José Wilker Almeida nasceu em Juazeiro do Norte. Foi um ator, diretor, narrador, apresentador e crítico de cinema brasileiro. Considerado um dos maiores atores de sua geração, marcou época e personagens, no cinema, no teatro e na televisão, com uma cinematografia extensa.

1986
  • Marieta Severo

  • 1946, 69 anos
  • Melhor Atriz
  • Com Licença, Eu Vou à Luta
  • Marieta Severo, nasceu no Rio de Janeiro. Desde pequena sonhava em ser bailarina e por isso estudou balé clássico durante muitos anos. Mudou de ideia aos 16, quando conheceu o curso de teatro do Tablado e a professora Maria Clara Machado. Então, decidiu investir na carreira de atriz, desenrolando uma história de sucesso e excelentes atuações, além de grande reconhecimento. Uma das maiores atrizes da TV e cinema brasileiro! 
     

1986
  • Emílio de Biasi

  • Melhor Ator Coadjuvante
  • Filme Demência
  • Costabile Emilio Di Biasi (São Paulo, 29 de maio de 1939) é um ator e diretor de teatro brasileiro.

1986
  • Flávio São Thiago

  • 1945, 70 anos
  • Melhor Ator Coadjuvante
  • Fulaninha
  • Ator de cinema, teatro e com algumas passagens pela TV, Flávio participou de mais de 40 espetáculos teatrais, fez parte durante cinco anos do Teatro Oficina e tem no seu currículo a participação em 35 filmes, tendo recebido o Kikito, prêmio máximo do Festival de Cinema de Gramado em 1986 pelo Bon Vivant e boêmio inveterado Hermínio em "Fulaninha", filme de David Neves.
     

1986
  • Imara Reis

  • Melhor Atriz Coadjuvante
  • Sonho Sem Fim e Filme Demência
  • Imara dos Reis Ferreira, conhecida como Imara Reis (Rio de Janeiro, 14 de fevereiro de 1948), é uma atriz brasileira de cinema, teatro e televisão. Começou a fazer teatro no Colégio Santa Marcelina. Formada em Letras (francês e português) pela Universidade Federal Fluminense, onde também fez Teatro, no Grupo Laboratório, juntamente com Tonico Pereira e José Carlos Gondim. Cursou a pós-graduação em Teatro pela Escola de Comunicação e Artes da USP. Ingressou no teatro em 1970, e depois disso desenrolou uma carreira de TV e cinema extensa. Imara já foi contemplada com 3 Kikitos.
     

Mais atores premiados

1987
  • Wilson Grey

  • 1923 – 1993
  • Melhor Ator
  • Dança dos Bonecos
  • Wilson Grey, nome artístico de Wilson Chaves,  nasceu no Rio de Janeiro em 10 de dezembro de 1923.Começou sua carreira cinematográfica em 1948, com "Hóspedes da Noite", de Ugo Lombardi, e não parou mais. Participou de quase todos os filmes produzidos pela Atlântida, na época áurea das chanchadas, invariavelmente no papel de vilão, ao lado de José Lewgoy.
     

1987
  • Betty Faria

  • 1941 – 75 anos
  • Melhor Atriz
  • Anjos da Noite
  • Elisabeth Maria Silva de Faria, mais conhecida como Betty Faria  nasceu no Rio de Janeiro em 8 de maio de 1941).  Com uma carreira cinematográfica e televisiva muito extensa, Os seus melhores momentos no cinema brasileiro foram ao protagonizar A Estrela Sobe (1974), de Bruno Barreto, e Bye Bye Brasil (1979), de Cacá Diegues. Mas seu primeiro Kikito foi por Anjos da Noite. Ganhou também o Troféu Oscarito em 2012.
     

1987
  • Guilherme Leme

  • 1961, 54 anos
  • Melhor Ator Coadjuvante
  • Anjos da Noite
  • Guilherme Leme nasceu em Lençóis Paulista. São mais de 30 anos de carreira. Participou das novelas Bambolê, Bebê a Bordo, Vamp, Perigosas Peruas e De Corpo e Alma. Fez uma participação especial na série infantil Sítio do Pica-Pau Amarelo. Duas das novelas mais importantes de sua carreira foram Bebê a Bordo e Vamp, interpretando Rico e Gerald Lamas, respectivamente. No cinema, atuou nos filmes Benjamim, Erotique e Anjos da Noite. Neste último filme, o ator ganhou o prêmio de melhor ator coadjuvante no Festival de Gramado.
     

1987
  • Vanessa Alves

  • Melhor Atriz Coadjuvante
  • Anjos do Arrabalde
  • Vanessa Alves nasceu em São Paulo em  4 de setembro de1963. Na década de 1980 fez várias comédias eróticas. Em sua principal filmografia ela atuou em dois filmes dirigidos por Carlos Reichenbach: Anjos do Arrabalde de 1987 (prêmio de melhor atriz coadjuvante no Festival de Gramado) e Garotas do ABC.
     

Mais atores premiados

1988
  • Marcos Palmeira

  • 1963, 53 anos
  • Melhor Ator Coadjuvante
  • Melhor Ator Coadjuvante
  • Marcos Palmeira de Paula (Rio de Janeiro, 19 de agosto de 1963) é um ator brasileiro com uma filmografia extensa, sendo indicado também ao Emmy Internacional em 201. Atuou em mais de 38 filmes nacionais. Ganhou dois Kikitos no Festival de Gramado. Um pode Dedé Mamata e outro por Escola de Crimes de Barrela.
     

1988
  • Carla Camuratti

  • Melhor Atriz
  • Melhor Atriz
  • Eternamente Pagu
  • Após uma premiada carreira como atriz de cinema e televisão, nos anos 80, Carla Camurati lançou-se como diretora, produtora, roteirista e distribuidora em 1995, com o longa-metragem Carlota Joaquina, Princesa do Brazil, filme que se tornou um marco da era da retomada da produção nacional. Foi o primeiro sucesso de público do cinema nacional na década de 1990, com participação em quarenta festivais e cerca de 1,5 milhão de espectadores conquistados graças a uma iniciativa de distribuição totalmente independente liderada por ela própria. Grande empreendedora e incentivadora do cinema brasileiro.
     

1988
  • Iara Jamra

  • 1955, 60 anos
  • Melhor Atriz Coadjuvante
  • Dedé Mamata
  • Iara Jamra vem de uma família de médicos. Foi aluna de teatro de Flávio de Sousa, em cursos que ele ministrava no Pod Minoga, junto com Mira Haar, Carlos Moreno, Dionísio Jacob e Beto de Souza. No Festival de Gramado, recebeu o prêmio de melhor atriz coadjuvante pela sua participação no filme Dedé Mamata.
     

Mais atores premiados

1989
  • Imara Reis

  • 1948, 68 anos
  • Melhor Atriz Coadjuvante
  • Jardim de Alah
  • Imara dos Reis Ferreira, conhecida como Imara Reis (Rio de Janeiro, 14 de fevereiro de 1948), é uma atriz brasileira de cinema, teatro e televisão. Começou a fazer teatro no Colégio Santa Marcelina. Formada em Letras (francês e português) pela Universidade Federal Fluminense, onde também fez Teatro, no Grupo Laboratório, juntamente com Tonico Pereira e José Carlos Gondim. Cursou a pós-graduação em Teatro pela Escola de
    Comunicação e Artes da USP. Ingressou no teatro em 1970, e depois disso desenrolou uma carreira de TV e cinema extensa. Imara já foi contemplada com 3 Kikitos.

1989
  • Antônio Abujamra

  • 1932 – 2015
  • Melhor Ator
  • Festa
  • Antônio Abujamra nasceu em Ourinhos - São Paulo. Foi um premiado diretor de teatro, ator e apresentador brasileiro, sendo um dos primeiros a introduzir os métodos teatrais de Bertolt Brecht e Roger Planchon em palcos brasileiros. Era conhecido por sua irreverência, suas encenações e por seu humor ácido e crítico em relação aos tabus sociais.

1989
  • Adriano Stuart

  • 1944 – 2012
  • Melhor Ator
  • Festa
  • Adriano Roberto Canales, mais conhecido como Adriano Stuart foi um cineasta, ator e diretor de televisão brasileiro. De família de artistas, era filho dos atores Walter Stuart e Mora Stuart.

1989
  • Rosamaria Murtinho

  • 1939, 76 anos
  • Melhor Atriz
  • 1º de Abril, Brasil
  • Rosamaria Murtinho, cujo nome completo é Rosa Maria Pereira Murtinho, (Belém, 24 de outubro de 1939) é uma consagrada atriz brasileira. É casada com o também ator Mauro Mendonça com quem tem três filhos homens, sendo que um deles, Mauro Mendonça Filho, é diretor da Rede Globo. Participou de mais 10 filmes e mais de 30 telenovelas/seriados. 

1989
  • Italo Rossi

  • 1931 – 2011
  • Melhor Ator Coadjuvante
  • Doida Demais
  • Italo Balbo Di Fratti Coppola Rossi foi um grande e consagrado ator brasileiro. Em 1959 formou a Companhia Teatro dos Sete, ao lado de Fernanda Montenegro, Sérgio Britto, Gianni Ratto, Luciana Petruccelli, Alfredo Souto de Almeida e Fernando Torres, e apresentou no Teatro Municipal do Rio de Janeiro a peça O Mambembe, de Artur Azevedo. Fez participações importantes em telenovelas como Escrava Isaura, Que Rei Sou Eu?, Araponga, Senhora do Destino e Belíssima. Também foi o Rei Minos no episódio "O Minotauro" do Sítio do Picapau Amarelo em 1978. 

Mais atores premiados

1990
  • Marcos Palmeira

  • 1963, 53 anos
  • Melhor Ator Coadjuvante
  • Barrela
  • Marcos Palmeira de Paula (Rio de Janeiro, 19 de agosto de 1963) é um ator brasileiro com uma filmografia extensa, sendo indicado também ao Emmy Internacional em 201. Atuou em mais de 38 filmes nacionais. Ganhou dois Kikitos no Festival de Gramado. Um pode Dedé Mamata e outro por Escola de Crimes de Barrela.

1990
  • Esther Goés

  • 1946, 70 anos
  • Melhor Atriz
  • Stelinha
  • Ester Contim Góes é uma consagrada atriz brasileira. Formou-se em 1969 pela Escola de Arte Dramática da Universidade de São Paulo. O teatro é sua grande paixão. Fez mais de 13 filmes e mais de 30 telenovelas/seriados de TV. Além de sua premiada atuação em Stelinha, Esther Góes também ganhou o prêmio de melhor atriz coadjuvante no Rio-Cine por sua atuação em Eternamente Pagu.

1990
  • Emiliano Queirós

  • 1936, 80 anos
  • Melhor Ator Coadjuvante
  • Stelinha
  • Fez parte da primeira turma de formandos do curso de Artes Dramáticas da Universidade Federal do Ceará. Trabalhou em inúmeras telenovelas e filmes. No cinema, atuou em Independência ou Morte (1972), dirigido por Carlos Coimbra; O Grande Mentecapto (1989) e Tiradentes (1999), no papel do poeta Cláudio Manuel da Costa, ambos dirigidos por Oswaldo Caldeira; O Xangô de Baker Street (2001), dirigido por Miguel Faria Júnior; Madame Satã (2002), dirigido por Karim Aïnouz; Casa de Areia (2005), dirigido por Andrucha Waddington, entre outros.

1990
  • Stella Freitas

  • 1954, 62 anos
  • Melhor Atriz Coadjuvante
  • Stelinha
  • Stella Freitas, nome artístico de Maristela Andrade Freitas, (São Paulo, 18 de maio de 1954), é uma diretora teatral e atriz brasileira. Stela Freitas comemorou 30 anos de carreira, em 2002, com o espetáculo “Chega de Sobremesa”. Em 2008, Stela Freitas esteve no teatro com a peça “Nesta Data Querida”, de Aloísio de Abreu e Lícia Manzo, ao lado do próprio Aloísio de Abreu. Atuou em mais de 9 filmes, em especial ganhando o Kikito de melhor atriz coadjuvante em Stelinha.

1990
  • Grande Otelo

  • Troféu Oscarito
  • Grande Otelo, pseudônimo de Sebastião Bernardes de Souza Prata foi ator, comediante, cantor, escritor e compositor brasileiro. Grande artista de cassinos cariocas e do chamado teatro de revista. Participou de diversos filmes brasileiros de sucesso, entre os quais as famosas comédias nas décadas de 1940 e 1950, que estrelou em parceria com o cômico Oscarito, e a versão cinematográfica de Macunaíma, realizada em 1969.

Mais atores premiados

1991
  • Hugo Carvana

  • 1937- 2014
  • Melhor Ator
  • Vai Trabalhar Vagabundo 2 – A Volta
  • Hugo Carvana de Hollanda foi um ator e diretor de cinema e televisão brasileiro. O ator tornou-se conhecido do grande público na televisão interpretando personagens notáveis, como o jornalista do seriado Plantão de Polícia, "Valdomiro Pena", nos anos 80, embora não escondesse sua paixão pelo cinema. Hugo Carvana trabalhou em mais de cem filmes, desde a época em que começou,  participando de algumas produções como figurante, por volta do ano de 1955, nas chanchadas da Atlântida. Passando no início da década de 1960 por seu primeiro papel de destaque em Esse Rio que Eu Amo, atuando ao lado de Agildo Ribeiro e Tônia Carrero. Até os sucessos de Bar Esperança e O Homem Nu, como diretor. Em 1962, fez parte do movimento do Cinema Novo.

1991
  • Eliana Fonseca

  • 1963, 53 anos
  • Melhor Atriz
  • Não Quero Falar Sobre Isso Agora
  • Eliana Fonseca (São Caetano do Sul, 17 de fevereiro de 1963) é uma atriz, produtora e diretora brasileira. Dirigiu o único filme realizado pelo SBT Filmes, Coisa de Mulher.

1991
  • Roberto Bontempo

  • 1963, 53 anos
  • Melhor Ator Coadjuvante
  • Olho da Ambição
  • Roberto Bomtempo de Castro Júnior (Rio de Janeiro, 27 de maio de 1963) é um ator e diretor de cinema brasileiro. É também professor de teatro, diretor de televisão e teatro e preparador de elenco para filmes. É filho da atriz Regina Sampaio. Estreou na direção de cinema em 2006, com o filme Depois Daquele Baile protagonizado por Irene Ravache, Lima Duarte e Marcos Caruso.
     

1991
  • Ana Beatriz Nogueira

  • 1967, 48 anos
  • Melhor Atriz Coadjuvante
  • Matou a Família e Foi ao Cinema
  • Ana Beatriz Soares Nogueira é uma atriz e produtora brasileira. Iniciou-se na atuação nos palcos do Teatro Amador do Colégio Andrews (Rio de Janeiro), tendo como professores: Miguel Falabella e Maria Padilha. Sua estreia no cinema, no papel de uma menina com personalidade masculina no filme Vera em 1987, do diretor Sérgio Toledo, lhe rendeu o prêmio de melhor atriz em vários festivais.

1991
  • Walter Hugo Khouri

  • 1929 – 2003
  • Troféu Oscarito
  • Walter Hugo Khouri (São Paulo, 21 de outubro de 1929 — São Paulo, 27 de junho de 2003) foi um diretor de cinema brasileiro, filho de pai libanês e mãe italiana. Realizou 25 longas-metragens. Os filmes mostram personagens que buscam sentido para a existência angustiante. Khouri conquistou vários prêmios nacionais e internacionais.

Mais atores premiados

1992
  • Federico Luppi

  • 1936, 80 anos
  • Melhor Ator
  • Mi Querido Tom Mix
  • Federico Luppi (Buenos Aires, 23 de fevereiro de 1936) é um ator de cinema, televisão e teatro argentino.

1992
  • Marisa Paredes

  • 1946, 70 anos
  • Melhor Atriz
  • Tacones Lejanos
  • Marisa Paredes, nome artístico de María Luisa Paredes Bartolomé (Madri, 3 de abril de 1946) é uma atriz espanhola de cinema, teatro e televisão. Em 1992 venceu na categoria de melhor atriz do Festival de Gramado, por sua atuação em Tacones lejanos (1991). Em 1988 foi indicada ao Prêmio Goya, na categoria de melhor atriz coadjuvante, por Cara de acelga (1987) e, em 1996, na categoria de melhor atriz, por La flor de mi secreto (1995).

1992
  • Anselmo Duarte

  • 1920 – 2009
  • Troféu Oscarito
  • Anselmo Duarte Bento (Salto, 21 de abril de 1920 — São Paulo, 7 de novembro de 2009) foi um ator, roteirista e cineasta brasileiro. Anselmo começou no cinema como figurante no inacabado filme de Orson Welles no Brasil, "It's All True" (1942). Com "Carnaval no Fogo" (1949), produzido na Atlântida e dirigido por Watson Macedo, ele se tornou um dos maiores galãs que o cinema brasileiro já teve. Sua filmografia alcançou mais de 60 filmes produzidos.

Mais atores premiados

1993
  • Dario Grandinetti

  • Melhor Ator
  • El Lado Oscuro del Corazón
  • Dario Grandinetti é um ator argentino da Província de Santa Fé. Dario estreou na TV em 1980 e participou de produções de Pedro Almodóvar.

1993
  • Luni Cavazos

  • 1968, 47 anos
  • Melhor Atriz
  • Como Água Para Chocolate
  • Lumi Cavazos (nascido em 21 de dezembro de 1968) é uma atriz mexicana que ganhou os prêmios de melhor atriz no Festival de Tóquio, e no Festival de Cinema de Gramado por sua interpretação de "Tita" na adaptação do romance da mexicana Laura Esquivel de 1993, Como Água para Chocolate. O filme chamou a atenção de críticos de cinema dos EUA e os espectadores, e facilitou sua entrada na indústria cinematográfica americana.

1993
  • Fernando Fernán Gomez

  • 1921 – 2007
  • Melhor Ator Coadjuvante
  • Belle Époque
  • Fernando Fernández Gómez, conhecido artisticamente como Fernando Fernán Gómez (Lima, 28 de agosto de 1921-Madrid, 21 de novembre de 2007), foi um escritor, ator, e diretor de cinema e teatro espanhol. Foi membro da Real Academia Espanhola durante por sete anos.

1993
  • Claudette Maille

  • 1964, 52 anos
  • Melhor Atriz Coadjuvante
  • Como Água Para Chocolate
  • Claudette Maille é uma atriz mexicana que atuou no filme Como Água para Chocolate,  Gente bién e Quemar Las Naves.
     

1993
  • Alberto Ruschel

  • 1918 – 1996
  • Troféu Oscarito
  • Alberto Manuel Miranda Ruschel, mais conhecido como Alberto Ruschel (Estrela, 21 de fevereiro de 1918 — Rio de Janeiro, 18 de janeiro de 1996), foi diretor, produtor e roteirista de cinema, e ator de cinema e televisão brasileiro.

Mais atores premiados

1994
  • Jorge Perugorría e Vladimir Cruz

  • 1965, 51 anos
  • Melhor Ator
  • Fresa y Chocolate
  • Jorge Perugorría Rodríguez é um ator cubano. Ele é um ator que foi reconhecido por seu papel como Diego em Morango e Chocolate (título original em espanhol Fresa y Chocolate (co-dirigido por Tomás Gutiérrez Alea e Juan Carlos Tabío). Recentemente, ele atuou em Che, de Steven Soderbergh, com Benicio del Toro. Ele vive em Santa Fe, um bairro na periferia de Havana, com sua esposa e seus quatro filhos Vladimir Cruz.

1994
  • Verónica Oddo

  • Melhor Atriz
  • Golpes a mi Puerta
1994
  • Tobia Pelletier

  • Melhor Ator Coadjuvante
  • Le Sexe des Étoiles
1994
  • Mirta Ibarra

  • Melhor Atriz Coadjuvante
1994
  • Cinemateca do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro e Cinemateca de Brasília

  • Troféu Oscarito

Mais atores premiados

1995
  • Pedro Acuña

  • Melhor Ator
  • Amnésia
1995
  • Marie Gillain

  • 1975, 41 anos
  • Melhor Atriz
  • L'Appât
  • Marie Gillain, atriz francesa, desde muiito jovem apaixonada pelo mundo do espetáculo e já em sua adolescência participou de várias oficinas de expressão teatral. Em 1989, ela iniciou sua carreira no mundo do cinema.
     

1995
  • Ângelo Orlando

  • 1962, 53 anos
  • Melhor Ator Coadjuvante
  • Soldato ignoto
  • Artista italiano, de Salermo, Itália.

1995
  • Margarita Sanz

  • 1954, 62 anos
  • Melhor Atriz Coadjuvante
  • El Callejón de los Milagros
  • Margarita Sanz é uma artista mexicana.

Mais atores premiados

1996
  • Carlos Manga

  • 1928 – 2015
  • Troféu Oscarito
  • José Carlos Aranha Manga foi um montador, roteirista e diretor de cinema e televisão brasileiro. Manga inovou a comédia e a sátira no cinema brasileiro.

1996
  • Carlos Cruz

  • 1942, 74 anos
  • Melhor Ator Longa-metragem Estrangeiro
  • Guantanamera
1996
  • Ana Torrent

  • 1966, 50 anos
  • Melhor Atriz Longa-metragem Estrangeiro
  • Morte Ao Vivo
1996
  • Chico Diaz e Cassiano Carneiro

  • 1959, 57 anos / 1973, 43 anos
  • Melhor Ator
  • Corisco e Dadá / Quem Matou Pixote?
  • Francisco "Chico" Díaz Rocha é um do Brasil, nascido no México! Participou de filmes como Benjamim e Amarelo Manga, pelo qual recebeu o prêmio Candango de melhor ator, no Festival de Brasília do Cinema Brasileiro de 2002. Participou de mais de 32 séries/telenovelas e atuou em mais de 42 filmes.

1996
  • Luciana Rigueira

  • Melhor Atriz
  • Quem Matou Pixote?
  • Luciana é uma atriz brasileira que teve uma atuação emocionante no filme Quem Matou Pixote?.Recebeu o Kikito de melhor atriz, por este mesmo longa-metragem e o prêmio de melhor atriz do Festival de Brasília, pelo longa Brava Gente Brasileira, de Lúcia Murat.
     

1996
  • Cinédia

  • Troféu Oscarito
  • Em este ano o troféu Oscarito foi concedido à Cinédia, representada por sua diretora Alice Gonzaga”
     

Mais atores premiados

1997
  • Nelson Xavier e José Luís Ruiz

  • Melhor Ator Longa-metragem Estrangeiro
  • O Testamento do Senhor Nepomuceno / Bajo La Piel
1997
  • Margarita Rosa de Francisco

  • Melhor Atriz Longa-metragem Estrangeiro
  • Ilona Llega Con la Luvia
  • Margarita Rosa de Francisco é uma atriz colombiana. Ficou famosa no Brasil após a exibição da novela Café com Aroma de Mulher. Em 1997, recebeu o prêmio de melhor atriz de longa-metragem latino no Festival de Gramado por sua atuação em Ilona llega en la lluvia.

1997
  • Cláudio Marzo

  • Melhor Ator
  • O Homem Nu
  • Cláudio Marzo foi um grande ator brasileiro! Na TV se destacou em telenovelas como Irmãos Coragem, Minha Doce Namorada, Carinhoso, Senhora, Brilhante, Plumas & Paetês, Cambalacho, Bambolê, Fera Ferida, A Indomada, Era Uma Vez... e Andando nas Nuvens e nas minisséries Quem Ama Não Mata e Amazônia, de Galvez a Chico Mendes, todas esses trabalhos na Rede Globo. Também participou da novela Pantanal, na extinta Rede Manchete, no antológico personagem José Leôncio, o Velho do Rio. Em 1962, na extinta TV Tupi, protagonizou o compositor Frédéric Chopin, ao lado de Laura Cardoso, que interpretou George Sand.  São mais de 30 novelas/séries de TV e mais de 30 filmes.

1997
  • Eliane Giardini

  • Melhor Atriz
  • Eliane Giardini
  • Iniciou sua carreira aos dezessete anos de idade. Descendente de portugueses e italianos, estudou na Escola de Teatro da Universidade de São Paulo. Atuou em várias novelas globais e importantíssimas para a história da TV brasileira.

1997
  • José Luís Ruiz e Nelson Xavier

  • 1969, 47 anos
  • Melhor Ator
  • Bajo La Piel
  • José Luis Ruiz Barahona é um ator peruano. Estudou na  Escuela Nacional de Arte Dramático de Peru, dando inicio à sua carreira teatral en 1987.

Mais atores premiados

1999
  • Diogo Infante

  • 1967, 49 anos
  • Melhor Ator
  • A Sombra dos Abutres
  • Diogo Infante  cresceu no Algarve, Portugal e iniciou a sua vida profissional como guia  e intérprete. Iniciou-se como ator amador no Teatro Lethes, em Faro, com a peça Os cães, de Tone Brulin. Em 1988 ingressou na Escola Superior de Teatro e Cinema, onde terminou o curso de Teatro, variante de Formação de Atores, em 1991.

1999
  • Denise Fraga

  • 1964, 51 anos
  • Melhor Atriz
  • Por Trás do Pano
  • Denise Fraga é uma atriz e comediante brasileira. São mais de 21 novelas/séries televisivas e mais de 15 filmes. Reconhecida por sua irreverência, seu maior sucesso foi a protagonista de Por trás do Pano, papel que rendeu o Kikito de melhor atriz.

1999
  • Lucy e Luiz Carlos Barreto

  • Troféu Oscarito
  • Produtora LCB
  • Casal idealizador e apoiador do cinema nacional pela produtora LCB.
     

Mais atores premiados

2000
  • Daisy Granados

  • 1943, 72 anos
  • Melhor Atriz
  • Las Profecias de Amanda
  • Daisy Granados é uma reconhecida atriz cubana. Conhecida mundialmente como a "diva de la película cubana". Daisy Granados estudou na Escuela Nacional de Arte en La Habana e estreiou em 1964 no filme La decisión. Ganhou muitos prêmios e representou Cuba em vários festivais.

2000
  • Salvador del Solar

  • 1970, 46 anos
  • Melhor Ator
  • Pantaleón y las Visitadoras
  • Salvador Alejandro Jorge del Solar Labarthe é um ator de televisã, teatro e cinema, assim como diretor de cinema peruano.

2000
  • Lídia Matos

  • Melhor Atriz Coadjuvante
  • Eu Não Conhecia Tururu
  • Lídia Mattos foi uma atriz brasileira. No cinema participou de filmes como Dedé Mamata e A Menina do Lado. Já na TV esteve no elenco de novelas importantes como Selva de Pedra, O Bem-Amado, Plumas e Paetês, Brilhante e A Próxima Vítima, e na minissérie O Primo Basílio.

2000
  • Ulises Dumont

  • Melhor Ator Coadjuvante
  • El Mismo Amor, la Misma Lluvia
  • Ulises Dumont foi um importante ator argentino de teatro e cinema. Começou sua carreira em 1964, quando estreou na obra de Teatro Yerma de Federico Garcia Lorca. Um de seus trabalhos mais memoráveis foi em Yepeto (1999), e no início do jogo Arlequino, servidor de dois padrões (1976) por Carlo Goldoni, dirigido por Villanueva Cosse e co-estrelado por Gianni Lunadei. Em seu trabalho com cineastas como Carlos Sorín ou Juan Jose Campanella, encontrou confluências estéticas para suas obras, resultando numa criatividade incomum.

2000
  • Paulo José

  • 1937, 39 anos
  • Troféu Oscarito
  • Paulo José Gómez de Sousa é um ator, roteirista e diretor brasileiro.  Começou a fazer teatro em 1955, em Porto Alegre, onde ajudou a criar o Teatro de Equipe, juntamente com Paulo César Pereio, Lilian Lemmertz, Ítala Nandi e Fernando Peixoto, entre outros. Em 1954, atuou na sua primeira peça: O Muro, de Jean Paul Sartre/Lineu Dias. Entre inúmeros trabalhos no teatro, destacam-se: Os Fuzis da Senhora Carrar, de Brecht; A Mandrágora, de Maquiavel ; O Filho do Cão, de Gianfrancesco Guarnieri e no qual foi também diretor; e Tartufo de Molière. Dirigiu e atuou na montagem carioca de Arena conta Zumbi.

Mais atores premiados

2001
  • Tony Ramos

  • 1948, 67 anos
  • Melhor Ator
  • Bufo & Spallanzani
  • Antônio de Carvalho Barbosa Ramos (mais conhecido como Tony Ramos, é um premiado ator, diretor, apresentador e escritor brasileiro. Sua filmografia é considerada uma das mais memoráveis da TV e cinema brasileiro, pela grandiosidade de suas atuações. Na TV, foram quase 80 telenovelas/seriados. Já no cinema, foram mais de 16 filmes.

2001
  • Isabel Guerón

  • 1975, 45 anos
  • Melhor Atriz
  • Bufo & Spallanzani
  • Isabel Guéron nasceu na cidade do Rio de Janeiro, em 19 de junho de 1975. Formou-se em Artes Cênicas pela Universidade do Rio de Janeiro, em 1997. Antes fez a Escola Nacional de Circo, de 1993 a 1995, Oficina de Atores da Rede Globo, em 1997, e Oficina de Cinema, com Walter Lima Jr., em 1996. Participou de novelas, minisséries e programas da TV Globo. No cinema, em 2001, recebeu o Kikito de Melhor Atriz do Festival de Gramado por seu desempenho em "Bufo & Spallanzani", de Flavio Tambellini.

2001
  • Juca de Oliveira

  • Melhor Ator Coadjuvante
  • Bufo & Spallanzani
  • José de Oliveira Santos, mais conhecido como Juca de Oliveira, é um dos maiores atores e dramaturgos do Brasil. Na televisão deu vida a personagens célebres, como o misterioso João Gibão em Saramandaia, eternizado pela cena emblemática de seu voo sobre a cidade de Bole Bole. Mais recentemente, em 2001 e 2002 também ganhou bastante destaque em O Clone na pele do engenheiro genético Dr. Augusto Albieri. São mais de 60 peças de teatro e mais de 12 filmes.

Mais atores premiados

2002
  • Alexandre Moreno

  • Melhor Ator
  • Uma Onda no Ar
  • Ator do filme uma onda no mar. 

2002
  • Priscila Rozembaum

  • 1960, 56 anos
  • Melhor Atriz
  • Separações
  • Roteirista e atriz brasileira. Priscilla atua desde os 17 anos. Fundou o grupo TAPA e participou de mais de 20 montagens teatrais. Sob a direção do marido Domingos de Oliveira, estreou no cinema em 1998 no filme Amores, baseado na peça homônima escrita pelo casal. Ganhou o Kikito de melhor atriz em “Separações”.

2002
  • Emílio de Mello

  • 2002
  • Melhor Ator Coadjuvante
  • Querido Estranho
  • É formado pela Escola de Arte Dramática de São Paulo E.C.A./U.S.P, Universidade de São Paulo. Em 2005 ganhou o prêmio de Melhor Ator Coadjuvante pela atuação no filme Cazuza - O Tempo Não Para, no Prêmio Adoro Cinema Brasileiro. Em 2015 foi Indicado[ ao Estados Unidos Emmy Internacional de Melhor ator por Psi. Em Gramado, recebeu seu Kikito por sua atuação em Querido Estranho.

2002
  • Suzana Saldanha

  • Melhor Atriz Coadjuvante
  • Separações
  • Suzana Saldanha é uma diretora e atriz brasileira. Formada em Direção Teatral e Licenciatura pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), fez mestrado em Teatro-Educação, sob orientação de André Vinstein, na Universidade de Paris VIII, Vincennes, na França.

Mais atores premiados

2003
  • Dira Paes

  • 1969, 45 anos
  • Melhor Atriz Coadjuvante
  • Noite de São João
  • Ecleidira Maria Fonseca Paes, mais conhecida como Dira Paes (Abaetetuba, 30 de junho de 1969) é uma atriz brasileira. Dira sempre teve o sonho de trabalhar com arte dramática, mas tinha poucos recursos para conseguir se formar na área de atuação. Sua trajetória começou a mudar ao ter a ideia de se inscrever para uma seleção em uma produção norte-americana dirigida pelo produtor John Boorman, que selecionava jovens brasileiras para atuar, mesmo sem elas ter formação na área dramática. Hoje, é uma das maiores atrizes da TV e cinema brasileiro.
     

2003
  • Marcelo Serrado

  • 1967, 49 anos
  • Melhor Ator
  • Noite de São João
  • Marcelo Magalhães Serrado é um ator de televisão, teatro e cinema brasileiro. Formado pela CAL (Casa de Arte das Laranjeiras) em 1985, Marcelo estreou na TV em 1987 na novela Corpo Santo da TV Manchete. No cinema, Marcelo participou dos longas Super-Colosso: a Gincana da TV Colosso (1995),[3] Bem-Vindos ao Paraíso (1999),[3] Seja o que Deus Quiser (2002),[3] Oswaldo Cruz - O Médico do Brasil (2003)[18] e Noite de São João (2003). Um personagem icônico de sua história televisiva, virou filme: Crô.
     

2003
  • Maria Fernanda Cândido

  • 1975, 42 anos
  • Melhor Atriz
  • Dom
  • Maria Fernanda Cândido é uma atriz e modelo brasileira, muito linda e intelectual. Formou-se em terapia ocupacional pela Universidade de São Paulo (USP) em 2003, e paralelamente aos trabalhos como atriz, desenvolve projetos de integração de deficientes físicos e mentais.
     

2003
  • Fábio Neppo

  • Melhor Ator Coadjuvante
  • De Passagem
2003
  • Milton Gonçalves

  • 1933, 82 anos
  • Troféu Oscarito
  • Milton Gonçalves (Monte Santo de Minas, 9 de dezembro de 1933) é um consagrado ator brasileiro. Foram mais de 100 atuações no cinema e na TV brasileira. 

Mais atores premiados

2004
  • Léa Garcia e Ruth de Souza

  • Melhor Atriz
  • Filhas do Vento
  • Léa Garcia é uma atriz brasileira fantástica e consagrada do cinema e TV brasileiro. São mais 40 papéis na TV e uma filmografia extensa de mais de 30 películas.

    Ruth Pinto de Souza, nacionalmente conhecida como Ruth de Souza é uma atriz brasileira, consagrada e com uma filmografia inenarrável.  Foi a primeira artista negra a subir no Teatro Municipal do Rio de Janeiro. Suas atuações foram/são marcantes e especiais.

     

2004
  • Rocco Pitanga

  • 1980, 36 anos
  • Melhor Ator Coadjuvante
  • Filhas do Vento
  • Antonio Rocco Manhães Sampaio mais conhecido como Rocco Pitanga (Rio de Janeiro, 18 de julho de 1980) é um ator brasileiro. É irmão da atriz Camila Pitanga e filho do também ator Antônio Pitanga e da bailarina Vera Manhães

2004
  • Thalma de Freitas

  • Melhor Atriz Coadjuvante
  • Filhas do Vento
  • Thalma de Freitas atuou em diversas novelas entre elas Laços de Família, O Clone, Kubanacan, Começar de Novo, Bang Bang e dois filmes: O Xangô de Baker Street de Miguel Faria Jr., interpretando Ana Candelária, a namorada brasileira de Sherlock Holmes e As Filhas do Vento, de Joel Zito Araújo, interpretando a primeira fase de Jú. Por esse trabalho Thalma dividiu com Taís Araújo o kikito de melhor atriz coadjuvante no Festival de Cinema de Gramado.
     

2004
  • Thais Araújo

  • 1978, 39 anos
  • Melhor Atriz Coadjuvante
  • 1978, 37 anos
  • Thaís Bianca Gama de Araújo Ramosé uma atriz, modelo, apresentadora e cantora brasileira de cinema e televisão. Seu primeiro papel de destaque na televisão foi em 1996 como protagonista da novela Xica da Silva, de Walcyr Carrasco, na Rede Manchete. Sete anos depois, protagonizou outra novela, interpretando a personagem Preta, na telenovela Da Cor do Pecado da Rede Globo, escrita por João Emanuel Carneiro. Em 2006, interpretou Ellen, vilã cômica e uma das personagens principais na novela Cobras & Lagartos. Em 2004, ganhou o Kikito de melhor atriz coadjuvante em “Filhas do Vento”.
     
     

Mais atores premiados

2005
  • Lázaro Ramos

  • 1978, 38 anos
  • Melhor Ator
  • Cafundó
  • Luís Lázaro Sacramento Ramos é um ator, apresentador, cineasta e escritor de literatura infantil brasileiro. O ator foi indicado ao Emmy (2007) de melhor ator por sua interpretação na novela Cobras & Lagartos, como Foguinho. É um dos mais premiados atores brasileiros de sua geração.
     

2005
  • Tarcísio Meira e Glória Menezes

  • Troféu Oscarito
  • Um dos casais mais consagrados e icônicos da TV e cinema brasileiro.

2005
  • Priscila Rozenbaum

  • 1960, 56 anos
  • Melhor Atriz
  • Carreiras
  • Priscilla Rozenbaum é uma roteirista e atriz brasileira. Priscilla atua desde os 17 anos. Fundou o grupo TAPA e participou de mais de 20 montagens teatrais. Sob a direção do marido Domingos de Oliveira, estreou no cinema em 1998 no filme Amores, baseado na peça homônima escrita pelo casal. Ganhou o Kikito de melhor atriz em “Separações”& “Carreiras”
     

2005
  • Miguel Ramos

  • Melhor Ator Coadjuvante
  • O Cerro do Jarau
2005
  • Aya Ono

  • Melhor Atriz Coadjuvante
  • Ama-me como sou

Mais atores premiados

2006
  • Mel Lisboa

  • 1982, 34 anos
  • Melhor Atriz
  • Sonhos e Desejos
  • Estreiou como atriz em 2001, protagonizando a minissérie da Rede Globo, Presença de Anita, interpretando Anita, uma jovem misteriosa e sedutora. No cinema participou de filmes como A Cartomante (2003), O Casamento de Romeu e Julieta (2005), Sonhos e Desejos (2006) que lhe rendeu o Kikito de melhor atriz e Ao Vivo (2008).

2006
  • Antônio Fagundes

  • 1949, 67 anos
  • Troféu Oscarito
  • Consagrado depois de várias atuações no teatro, cinema e televisão. Trabalhou em inúmeras telenovelas de sucesso na pele de personagens marcantes, tais como: o prefeito Lua Viana de Saramandaia; o mocinho Cacá de Dancin' Days; Osmar de Corpo a Corpo; o mocinho que acabou se tornando corrupto Ivan Meireles de Vale Tudo; o professor gago Caio de Rainha da Sucata; o ambicioso Felipe de O Dono do Mundo; o respeitado coronel Zé Inocêncio de Renascer; o advogado Otávio Jordão de A Viagem; o emblemático fazendeiro Bruno Mezzenga de O Rei do Gado; o apaixonado Atílio Novelli de Por Amor; o cafeicultor Gumercindo de Terra Nostra; o oportunista Félix Guerrero de Porto dos Milagres e o italiano Giuliano de Esperança.

2006
  • Antonio Caloni

  • 1961, 54 anos
  • Melhor Ator
  • Anjos do Sol
  • Conhecido simplesmente como Antonio Calloni, é um ator, pescador, escritor e poeta brasileiro. Estreou na TV Rede Globo na minissérie Anos Dourados, de 1986. Seus mais notáveis trabalhos na TV incluem Páginas da Vida (2006), Começar de Novo e Um Só Coração (2004), O Clone e Os Maias (2001), Terra Nostra e Chiquinha Gonzaga (1999), Salve Jorge (2012/2013] entre outros. No cinema, atuou em Policarpo Quaresma, herói do Brasil, de Paulo Thiago. Também é um escritor e poeta.

2006
  • Mary Sheyla

  • Melhor Atriz Coadjuvante
  • Anjos do Sol
  • Mary Sheila começou a atuar ainda criança, quando entrou para o grupo Nós do Morro, grupo de associação cultural no Morro do Vidigal. Sua estreia no cinema ocorreu no ano de 1999, no filme Orfeu como Be Happy . Depois ainda participou dos filmes Cidade de Deus em 2002, Mais uma Vez Amor em 2005, Anjos do Sol em 2006 que lhe rendeu o prêmio de Melhor Atriz Coadjuvante no Festival de Gramado de 2006. Ainda fez A Grande Família - O Filme, Polaróides Urbanas e o mais recente A Esperança é a Última que Morre de 2015.

Mais atores premiados

2007
  • Ingra Liberato

  • Melhor Atriz
  • Valsa para Bruno Stein
  • Filha de cineastas, Ingra estreou no cinema aos 7 anos de idade, fazendo o papel de uma sereia no curta Ementário (1973), dirigido por seu pai Chico Liberato com roteiro de sua mãe Alba Liberato. Trabalhou em telenovelas de grande sucesso na extinta Rede Manchete, como Pantanal e A História de Ana Raio e Zé Trovão, depois atuando também na Rede Globo. Em 2007, recebeu o prêmio Kikito na categoria melhor atriz por sua atuação no filme Valsa para Bruno Stein no Festival de Gramado.

2007
  • César Troncoso

  • Melhor Ator Longa-metragem Estrangeiro
  • El Baño del Papa
  • Trabalhava num escritório de contabilidade, mas deixou de lado para fazer cursos de artes cênicas e iniciar a carreira no teatro. Além o teatro, atuando em peças no Uruguai e na Argentina, também dedica-se ao cinema e a televisão, com trabalhos no Brasil e Espanha, como a novela da Rede Globo, Flor do Caribe e filmes como Faroeste Caboclo ou Paisito. Já recebeu vários prêmios, como: revelação cinematográfica e melhor ator da Asociación de Críticos Cinematográficos del Uruguay, em 2003; 1° Premio no II Encuentro de Teatro Joven, em 1992, entre outros.

2007
  • Zezé Motta

  • 1944, 72 anos
  • Troféu Oscarito
  • Começou a sua carreira de atriz em 1967, estrelando a peça Roda-viva, de Chico Buarque. Em 1969, atuou em Fígaro, fígaro, Arena canta Zumbi e A vida escrachada de Joana Martini e Baby Stompanato. Em 1974, atuou em Godspell, e em 1999, participou de Orfeu (filme). Sua carreira de cantora teve início em 1971, em casas noturnas paulistas. De 1975 a 1979, lançou três LPs. Nos anos 1980, lançou mais três discos. Atuou com grandiosidade em mais de 30 filmes.

2007
  • Gustavo Machado

  • 1973, 42 anos
  • Melhor Ator
  • Olho de Boi
  • É um ator, roteirista e diretor brasileiro, conhecido pelos filmes Olho de Boi, Essa Nossa Juventude, Quanto Dura o Amor? e O Amor Segundo B. Schianberg. Em 2011 dirigiu um curta-metragem com Gero Camilo, Parabéns.

Mais atores premiados

2008
  • Leandra Leal

  • 1982, 34 anos
  • Melhor Atriz
  • Nome Próprio
  • Atriz e cantora brasileira. Já trabalhou com importantes diretores brasileiros, como Walter Lima Jr., Jorge Furtado, Murilo Salles, Paulo Cesar Saraceni, Júlio Bressane, Sérgio Rezende, Moacyr Góes e José Eduardo Belmonte, e criou, aos 18 anos, sua própria produtora, chamada As Três Meninas, engajada em eventos sócio-culturais. Atuou em mais de 30 novelas/séries e mais de 20 filmes.

2008
  • Walmor Chagas

  • 1930 – 2013
  • Troféu Oscarito
  • Um dos maiores artistas do cinema brasileiro, Walmor Chagas nasceu em Porto Alegre - RS. Mudou-se para São Paulo no começo dos anos 50, buscando uma chance no cinema. Cursou a Faculdade de Filosofia da Universidade de São Paulo. Foi homem de teatro, com larga atuação, e era apontado como artista de indiscutíveis méritos e criador de personagens de grande impacto.
    Em 1952 fundou o Teatro das Segundas-Feiras, junto com Ítalo Rossi.  A estreia de Walmor Chagas no cinema aconteceu em 1965, quando interpretou o empresário Carlos em São Paulo S/A, de Luís Sérgio Person, e contracenou com Eva Wilma. A partir daí sua consagração vem numa filmatografia extensa e de muita qualidade.

2008
  • Daniel de Oliveira

  • 1977, 39 anos
  • Melhor Ator
  • A Festa da Menina Morta
  • Mineiro de Belo Horizonte, estreou como ator em 1998, quando um comercial lhe abriu as portas para participar da novela Brida, na extinta Rede Manchete. Antes disso, já havia participado de diversas peças teatrais na capital mineira, chegando, inclusive, a fundar um grupo teatral com os amigos. Em 2000, estreou no cinema com o filme O Circo das Qualidades Humanas, interpretando Bosco. Teve também uma atuação icônica em Cazuza – O tempo não para.

2008
  • Marlon Moreno

  • 1966, 50 anos
  • Melhor Ator Longa-metragem Estrangeiro
  • Perro Come Perro
  • Ator colombiano de cinema e televisão. Reconhecido por suas atuações em produções nacionais e internacionais.

2008
  • Ana Carabajal

  • Melhor Atriz Longa-metragem Estrangeiro
  • Por Sus Propios Ojos

Mais atores premiados

2009
  • Reginaldo Faria

  • 1937, 79 anos
  • Troféu Oscarito
  • Ator, autor e diretor brasileiro de cinema, teatro e televisão. Participou de vários filmes brasileiros, tendo alcançado grande sucesso em Assalto ao Trem Pagador (1962) e em Pra frente, Brasil (1982). Dirigiu o premiado Barra Pesada (1977). Atuou em 30 filmes, sendo 8 desses dirigido por ele mesmo.

2009
  • Vivianne Pasmanter

  • Melhor Atriz
  • Quase Um Tango
  • Coleciona atuações em telenovelas com destaque, como: a Malu de Mulheres de Areia, a Irene de A Próxima Vítima, a Lavínia de Anjo de Mim, a Bete de Andando nas Nuvens e a Maria João de Uga-Uga. Participou também da novela Páginas da Vida, como a fotógrafa Isabel. Posteriormente interpretou Regiane Cordeiro, uma das protagonistas da novela Tempos Modernos. Sua carreira também se destaca no teatro e cinema, onde já viveu papeis muito diferentes, a exemplo da cafetina Madame Clessi, na peça teatral Vestido de Noiva, clássico de Nelson Rodrigues em montagem dirigida por Caco Coelho no ano de 2012, e do filme Quase um Tango, que lhe rendeu o prêmio Kikito de melhor atriz no Festival de Cinema de Gramado.

2009
  • Leonardo Machado

  • 1976, 40 anos
  • Melhor Ator
  • Em Teu Nome
  • Leonardo Machado (é um ator e modelo brasileiro de Bagé – RS.  Leonardo matriculou-se em um curso de teatro a convite de uma amiga e acabou se apaixonando pela profissão. Teve como mestre Zé Adão Barbosa. Depois morou por alguns anos no Rio de Janeiro e em São Paulo, onde se especializou na profissão atuando em filmes e novelas.

Mais atores premiados

2010
  • Caio Blat

  • 1980, 36 anos
  • Melhor ator
  • Bróder
  • Ator brasileiro. Participou de mais de 30 séries/telenovelas e mais de 30 filmes.

2010
  • Simone Spoladore

  • 1979, 36 anos
  • Melhor atriz
  • Simone Spoladore é uma atriz brasileira. Simone Spoladore (Curitiba, 29 de outubro de 1979) é uma atriz brasileira. Estreou na televisão na minissérie Os Maias, baseada na obra de Eça de Queirós, e participou do elenco de América, telenovela de Glória Perez. No cinema, teve destaque por suas interpretações em Desmundo e Lavoura Arcaica.”

2010
  • Gabino Rodriguez e Martin Piroyansky

  • Melhor Ator Longa-metragem Estrangeiro
  • Perpetuum Mobile / La Vieja de Atrás
  • Martín Piroyansky é um ator, roteirista e diretor de cinema argentino. Sua filmografia

Mais atores premiados

2011
  • Fernanda Montenegro

  • 1929, 86 anos
  • Troféu Oscarito
  • Fernanda Montenegro (Arlette Pinheiro Esteves Torres) nasceu no Rio de Janeiro em 16 de outubro de 1929. É atriz. Considerada tanto pelo público quanto pela crítica como uma das maiores damas dos palcos e da dramaturgia brasileira de todos os tempos, foi a primeira latino-americana e a única brasileira já indicada ao Oscar de melhor atriz, sendo nomeada por seu trabalho em Central do Brasil (1998) e a primeira brasileira a ganhar o Emmy Internacional na categoria de melhor atriz pela atuação em Doce de Mãe (2013). Dentre os inúmeros prêmios nacionais e internacionais que recebeu em seus mais de sessenta anos de carreira, em 1999 foi condecorada com a maior comenda civil do país, a Grã-Cruz da Ordem Nacional do Mérito, "pelo reconhecimento ao destacado trabalho nas artes cênicas brasileiras", entregue pelo então presidente Fernando Henrique Cardoso. Em 2013 foi eleita a 15ª celebridade mais influente do Brasil pela revista Forbes.Ao longo de sua carreira possui 29 indicações por suas atuações em mais de 30 filmes. Participou de dezenas de espetáculos teatrais, interpretando de tudo: desde a clássica tragédia grega à comédia de boulevard, do musical brasileiro a espetáculos de vanguarda.

2011
  • Karine Teles

  • Melhor Atriz
  • Riscado
  • Atriz, roteirista e produtora. Possui trabalhos na TV e no cinema. Como atriz atuou em filmes como Madame Satã, Aspirantes, O Lobo Atrás da Porta e Que horas ela volta?. Além de atuar como atriz, também assinou o roteiro do filme Riscado em 2010. Em 2006, foi produtora executiva do filme Pretérito Perfeito – O Filme da Casa Rosa.

Mais atores premiados

2012
  • Betty Faria

  • 1941, 75 anos
  • Troféu Oscarito
  • Elisabeth Maria Silva de Faria, mais conhecida como Betty Faria nasceu no Rio de Janeiro em 8 de maio de 1941). Com uma carreira cinematográfica e televisiva muito extensa, Os seus melhores momentos no cinema brasileiro foram ao protagonizar A Estrela Sobe (1974), de Bruno Barreto, e Bye Bye Brasil (1979), de Cacá Diegues. Mas seu primeiro Kikito foi por Anjos da Noite. Ganhou também o Troféu Oscarito em 2012.

2012
  • Fernanda Vianna

  • Melhor Atriz
  • O Que Se Move
  • Atriz brasileira devido a influência de seu tio Klauss Vianna, em 1981, começou a trabalhar com dançarina no Grupo Transforma. No entanto, em 1995 mudou de profissão e ingressou no Grupo Galpão, um grupo de teatro de rua, substituindo Wanda Fernandes. Atuou em mais de 8 filmes.

2012
  • Marat Descartes

  • 1975, 41 anos
  • Melhor Ator
  • Super Nada
  • Marat Descartes Campos, conhecido apenas como Marat Descartes é um ator brasileiro. Estudou Letras na Faculdade de Filosofia, e também Letras e Ciências Humanas da USP. Também estudou teatro na Escola de Artes Dramáticas da USP, no ano de 1998, onde fez sua estreia no teatro. Lá participou mais de 30 espetáculos e mais de 17 filmes.

2012
  • Jorge Esmoris

  • 1956, 60 Anos
  • Melhor Ator Longa-metragem Estrangeiro
  • Artigas, La Redota
  • Jorge Esmoris (Montevideo) é um humorista, ator e músico uruguayo.1 Sua extensa carreira artística envolve teatro, música, cinema e televisão, sendo um dos atores mais reconhecidos do seu país, Uruguai.

Mais atores premiados

2013
  • Irandhir Santos

  • 1978, 38 anos
  • Melhor Ator
  • Tatuagem
  • Irandhir Santos Pinto (é um ator brasileiro. Considerado um dos mais talentosos atores do cinema brasileiro na atualidade por importantes críticos e cineastas, Irandhir Santos é detentor de grande número de prêmios de Melhor Ator no Brasil e no exterior, tendo vencido festivais de cinema como Gramado e Havana.

2013
  • Leandra Leal

  • 1982, 34 anos
  • Melhor Atriz
  • Éden
  • Leandra Rodrigues Leal Braz é uma atriz e cantora brasileira. Já trabalhou com importantes diretores brasileiros, como Walter Lima Jr., Jorge Furtado, Murilo Salles, Paulo Cesar Saraceni, Júlio Bressane, Sérgio Rezende, Moacyr Góes e José Eduardo Belmonte, e criou, aos 18 anos, sua própria produtora, chamada As Três Meninas, engajada em eventos sócio-culturais. Atuou em mais de 30 novelas/séries e mais de 20 filmes.

2013
  • César Troncoso

  • 1963, 53 anos
  • Melhor Ator Longa-metragem Estrangeiro
  • A Oeste do Fim do Mundo
  • Trabalhava num escritório de contabilidade, mas deixou de lado para fazer cursos de artes cênicas e iniciar a carreira no teatro. Além o teatro, atuando em peças no Uruguai e na Argentina, também dedica-se ao cinema e a televisão, com trabalhos no Brasil e Espanha, como a novela da Rede Globo, Flor do Caribe e filmes como Faroeste Caboclo ou Paisito. Já recebeu vários prêmios, como: revelação cinematográfica e melhor ator da Asociación de Críticos Cinematográficos del Uruguay, em 2003; 1° Premio no II Encuentro de Teatro Joven, em 1992, entre outros

Mais atores premiados

2014
  • Glória Pires

  • 1963, 53 anos
  • Troféu Oscarito
  • Consagrada atriz brasileira. Atuou na TV com papéis memoráveis, tais como Marisa em Dancin' Days, Zuca em Cabocla, Maria de Fátima Acioly em Vale Tudo, Stella em O Dono do Mundo, Ruth e Raquel no remake de Mulheres de Areia, Rafaela/Marieta Berdinazzi em O Rei do Gado, Nice em Anjo Mau, Julia em Belíssima, Norma em Insensato Coração, Roberta Leone no remake de Guerra dos Sexos e Beatriz em Babilônia. No cinema fez mais de 18 filmes, dentre eles sucessos como “Se eu fosse você 1 & 2”(2006/2008) e o filme de Bruno Barreto -  Flores Raras, sobre a poetisa americana Elizabeth Bishop (2013).

2014
  • Juliana Paes

  • 1979, 37 anos
  • Melhor Atriz
  • A Despedida
  • Juliana Couto Paes nasceu no município de Rio Bonito (RJ) em 26 de março de 1979. É atriz e modelo, além de empresária. Formada em publicidade, ficou nacionalmente conhecida por suas atuações em telenovelas bem como pela sua beleza e sensualidade - chegando a ser capa da revista Playboy. Como citado, em sua carreira, há uma maior concentração de trabalhos para a televisão, mas também há atuações no teatro e no cinema. Já venceu 5 prêmios de Melhor Atriz/Melhor Atriz Coadjuvante das 6 nomeações recebidas. Já atuou em 9 filmes.

2014
  • Nelson Xavier

  • 1941, 75 anos
  • Melhor Ator
  • A Despedida
  • Nelson Agostini Xavier, natural de São Paulo, nascido em 30 de agosto de 1941. É ator e diretor. Ao longo de cinco décadas de carreira, tem participado de inúmeros trabalhos no teatro, na TV e no cinema. Para a televisão, já fez mais de 35 telenovelas, séries e minisséries. NO cinema, como ator e diretor, já atuou em mais de 50 filmes. Recebeu dois prêmios por suas atuações como ator.

2014
  • Andrea Buzato

  • Melhor Atriz Coadjuvante
  • Os Senhores da Guerra
  • Apresentadora, atriz e jornalista. Catarinense da cidade de Itajaí, Andrea Buzato tem mais de 20 anos de experiência em televisão. Começou aos 18 anos na extinta TV Manchete, do Rio de Janeiro, onde apresentou, entre outros, o Programa de Domingo. Atriz e jornalista virou rosto conhecido após comandar a bancada dos principais telejornais do Estado por sete anos consecutivos.

2014
  • Flávio Migliaccio

  • 1934, 81 anos
  • Troféu Oscarito
  • Flávio Migliaccio é um grande ator e diretor brasileiro. Iniciou sua carreira atuando em peças de teatro na periferia de São Paulo, onde logo descobriu a sua veia cômica. Participou de um grupo de teatro da igreja de Tucuruvi onde ficou três anos, até chegar a ator principal e diretor. Desde então, são mais de 30 telenovelas/séries e mais de 20 filmes com grande atuação.

Mais atores premiados

2015
  • Marília Pêra

  • 1957 - 2015
  • Troféu Oscarito
  • Alegre, risonha e muito talentosa, Marília pisou no palco de um teatro pela primeira vez aos 4 anos de idade, ao lado dos pais, que integravam o elenco da companhia de Henriette Morineau. Evidenciada em sua trajetória musical, dona de uma voz ímpar, Marília Pêra conquistou ao longo de sua carreira cerca de 80 prêmios, e atuou em 49 peças, 29 novelas e 24 filmes.

2015
  • Mariana Ximenes

  • 1981, 35 anos
  • Melhor Atriz
  • Um Homem Só
  • Mariana Ximenes do Prado Nuzzi nasceu na cidade de São Paulo. Com seis anos, fez sua primeira peça de teatro, na escola onde estudava, interpretando a personagem Cinderela do clássico conto de fadas. Faz televisão, teatro e cinema, com mais de 30 filmes em sua carreira, além de participações em vídeo-clipes, provando ser uma artista pop completa,  capaz de atuar em vários formatos. Entre indicações e premiações já conta com mais de 25 nomeações.
     

2015
  • Breno Nina

  • Melhor Ator
  • O Último Cine Drive-In
2015
  • Fernanda Rocha

  • Melhor Atriz Coadjuvante
  • O Último Cine Drive-In
2015
  • Otávio Müller

  • 1965, 51 anos
  • Melhor Ator Coadjuvante
  • Um Homem Só
  • Otávio Müller de Sá, mais conhecido como Otávio Müller, nasceu no Rio de Janeiro em 6 de agosto de 1965. É ator e diretor. Tem um maior número de trabalhos realizados para a televisão, mas também apresenta trabalhos no teatro, inclusive como diretor. Ao longo de sua carreira tem três prêmios como Melhor Ator/Melhor Ator Coadjuvante.

Mais atores premiados

2016
  • Andréia Horta

  • 1983, 33 ANOS
  • Melhor Atriz
2016
  • Paulo Tiefenthaler

  • 1968, 48 ANOS
  • Melhor Ator
  • Nasceu na Suíça, durante uma viagem de seus pais pela Europa, mas foi criado no Rio de Janeiro. Formado em jornalismo, trabalhou como fotógrafo. Também foi cinegrafista, assistente de direção e roteirista na TV Manchete e na Glob